pneus2Quando os veículos são fabricados têm suas rodas colocadas na posição correta de alinhamento, respeitando a máxima eficiência de rolamento, dirigibilidade e esterção. Qualquer mudança que ocorra nessa posição, motivada por impactos (buracos, meio-fio, etc) e pela constante trepidação, freqüentemente resulta em desalinhamento das rodas ou outras irregularidades mecânicas que provocam o desgaste excessivo e anormal.

Quando fazer o alinhamento?

A cada 5.000km;
A cada troca de pneus quando os pneus estiverem apresentando desgaste excessivo na área do ombro;
Desgaste da banda de rodagem do pneu em forma de "escama";
Trepidação das rodas dianteiras;
Vibração do carro;
Volante duro;
O carro tende para os lados quando o motorista larga o volante;
O carro desvia e puxa para o lado quando os freios são acionados.
E o balanceamento? É o equilíbrio do conjunto pneu/roda através de contra-pesos.O desbalanceamento provoca vibrações no volante, desconforto ao dirigir, perda de tração e estabilidade, dificuldade em manter o veículo na trajetória, desgaste prematuro dos rolamentos, amortecedores, terminais de direção e desgaste prematuro dos pneus.

Quando fazer o balanceamento?

A cada 5.000 km;
A cada troca de pneus;
Toda a vez que fizer o rodízio de pneus;
Ao primeiro sinal de vibração ou desgaste irregular da banda de rodagem;
Após ter efetuado o reparo no pneu ou na câmara de ar.
Vale lembrar que o balanceamento das rodas traseiras é tão importante para o seu veículo, como o das rodas dianteiras. Portanto, não deixe de fazê-lo!